circuitos pngcircuitos png

twitter
facebook
feed

Dicas
Home > Grandes Obras e Arquitetos > Templo Expiatório da Sagrada Família

Templo Expiatório da Sagrada Família

Templo Expiatório da Sagrada Família


O Templo Expiatório da Sagrada Família, conhecido simplesmente como a Sagrada Família, é um grande templo de Barcelona (Espanha), desenhado pelo arquiteto catalão Antoni Gaudí, e considerado por muitos críticos como a sua obra mestra, e o máximo expoente da arquitetura modernista catalã.

O projeto foi iniciado em 1882, e assumido por Gaudí em 1883, quando tinha 31 anos de idade, dedicando os seus últimos 40 anos de vida, os últimos quinze em exclusiva. A catedral, que deveria ter sido financiada principalmente à base de doações dos habitantes da cidade, foi paralisada em 1936 devido à Guerra Civil Espanhola.

A construção começou em estilo neogótico, mas o projeto foi reformulado completamente por Gaudí ao assumi-lo. O Templo foi projetado para ter três grandes fachadas. A fachada da Natividade, quase terminada com Gaudí ainda em vida, a fachada da Paixão, iniciada em 1952, e a da Glória por realizar-se. Segundo o seu proceder habitual, a partir de esboços gerais do edifício improvisou a construção à medida que avançava.

Uma das suas idéias mais inovadoras foi o desenho das elevadas torres cônicas circulares que sobressaem apontadas sobre os portais, estreitando-se com a altura. Projetou-as com uma torção parabólica dando uma tendência ascendente a toda a fachada, favorecida por múltiplas janelas que perfuram a torre seguindo formas espirais.

O templo, quando estar terminado, disporá de 18 torres: quatro em cada uma das três entradas-portais e, a jeito de cúpulas; dispor-se-á um sistema de seis torres, com a torre zimbório central, dedicada a Jesus Cristo, de 170 metros de altura, outras quatro ao redor desta, dedicadas aos evangelistas, e um segundo zimbório dedicado à Virgem. O interior estará formado por inovadoras colunas arvorecentes inclinadas e abóbadas baseadas em hiperbolóides e parabolóides buscando a forma ótima da catenária.

Estima-se que poderá levar no seu coro 1.500 cantores, 700 crianças e cinco órgãos. Prevê-se, que no final da construção, por volta de 2025, terá início a restauração da parte mais antiga.

Em 1926 faleceu Gaudí, quando somente se construíra uma torre. Do projeto do edifício só ficam planos e um modelo em gesso que resultou muito danificado durante a Guerra Civil espanhola. Desde então prosseguiram as obras: atualmente estão terminados os portais da Natividade e da Paixão, e foi iniciado o da Glória, e estão em execução as abóbadas interiores.

A obra que realizou Gaudí, é dizer, a fachada da Natividade e a cripta, foi incluída pela Unesco em 2005 no Sítio do Patrimônio mundial.


Espanha
Sobre o arquiteto




Antoni Placid Gaudí


Antoni Placid Gaudí i Cornet (Reus ou Riudoms, 25 de junho de 1852 — Barcelona, 10 de junho de... para saber mais, clique aqui
   


Comente

Compartilhe:








Video da Semana

VEJA MAIS VIDEOS




Eletrônicos

Ferramentas





Guia Construir e Reformar
Guia Construir e Reformar 2007-2019 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de Uso - Política de Privacidade